Quinta, 13 Julho 2017 20:16

Votação para autorizar processo contra Temer vai ao Plenário da Câmara

Votação para autorizar processo contra Temer vai ao Plenário da Câmara

Brasília, 13/07/2017 – A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara rejeitou por 40 a 25 votos e uma abstenção o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB/RJ) que recomendava a autorização da Câmara dos Deputados para o Supremo Tribunal Federal investigar a denúncia de corrupção passiva feita pelo Ministério Público Federal contra o presidente da República, Michel Temer. A Câmara precisa autorizar para que o Supremo investigue o presidente.

A deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP) afirma que o partido recomendou voto favorável à autorização. É uma decisão tomada pela Executiva Nacional do PSB, que apoia o afastamento do atual presidente denunciado por corrupção e que envia ao Congresso matérias prejudiciais à maioria da população brasileira. “A sociedade não pode ficar em dúvida. Se ele é inocente, apresentará sua defesa no Supremo. A Câmara não está julgando. Está permitindo que a denúncia seja esclarecida”, afirma.

Rejeitado aquele relatório, a CCJC, em nova votação (41 a 24 votos e uma abstenção), recomendou o posicionamento contrário à continuidade da investigação da denúncia (SIP 1/17). Veja como votaram os deputados membros da CCJC. O voto “Sim” é favorável à Temer. Diferente de Zveiter, o novo relator, deputado Paulo Abi-Akel (PSDB/MG), considerou que não há provas que justifiquem processo contra Temer neste caso.

Plenário – O parecer aprovado hoje pela CCJ ainda precisa ser votado em Plenário. O voto contrário de 342 deputados pode derrubar essa recomendação e, então, dar autorização para investigar Temer.

Essa votação só deve ocorrer em agosto, possivelmente no dia 2, uma vez que não há tempo hábil para que ocorra antes do recesso parlamentar, que começará dia 17.

Mobilização – Na Internet, o site 342agora.org mobiliza a sociedade civil para pressionar os deputados a votarem pela autorização do processo contra Temer por crime de corrupção passiva. Pelo site, 141 deputados são contra, 168 estão em dúvida e 204 a favor da investigação.

Troca-troca – Nos últimos dias, a base do governo substituiu parlamentares que votariam pela autorização por outros que votaram para impedir a investigação de Temer. Sem a troca, teriam sido 37 votos autorizando o processo e 28 contrários.

Foram 14 horas de discussão na quarta e outras 10 horas nesta quinta para concluir a votação na CCJC.

Sizan Luis Esberci
Gabinete da deputada federal Janete Capiberibe – PSB/AP
Com Agência Câmara
61 3215 5209

Últimas Notícias

Atuação Política

Cadastre-se para receber as últimas novidades da Deputada Janete Capiberibe.

Contato

...